v1.0
dúvidas?

Teste Antispam para Templates de Email marketing

Sobre o Konstati

O Konstati é uma interface gráfica para testes antispam de templates de email marketing baseada nas regras do SpamAssassin, uma aplicação antispam muito utilizada por servidores de email para filtrar as mensagens recebidas e definir sua entrega na caixa de entrada ou na caixa de spam.

O sistema do SpamAssassin e, consequentemente, do Konstati, é baseado em regras. Há um conjunto de regras por trás da aplicação antispam que é aplicado à mensagem de email para avaliar quantas infrações a mensagem comete, como o uso em excesso de imagens, certas expressões já consideradas "suspeitas", links para arquivos executáveis que podem ser maliciosos etc.

O QUE É O SPAMASSASSIN?

O SpamAssassin é uma ferramenta antispam (gratuita) muito utilizada por servidores de email para checar as características de uma mensagem antes dela ser entregue. O SpamAssassin é um projeto open source, por isso, seu código pode ser modificado de acordo com as necessidades de quem o utiliza.

COMO FUNCIONA O SPAMASSASSIN?

O SpamAssassin verifica as características das mensagens aplicando a elas uma série de regras. Cada regra é classificada com um número de pontos, de acordo com sua "gravidade". E a cada regra que a mensagem infringir, recebe sua quantidade de pontos correspondente. Quanto mais pontos receber a mensagem, mais características de spam ela tem.

AS REGRAS DO SPAMASSASSIN

Duas regras muito conhecidas são o uso da expressão "clique aqui", que corresponde a 2.0 pontos, e o uso da expressão "curso", que corresponde a 0.1 pontos. Se uma mensagem utiliza essas duas expressões, ela fica com uma pontuação total de 2.1 pontos. Se ela apresentar outras características que infringem outras regras, ela receberá mais pontos.

ENTENDA A PONTUAÇÃO DE SPAM DAS MENSAGENS DE EMAIL

Quando você envia uma mensagem de email para alguém (quer seja um email marketing ou uma simples mensagem de texto para um amigo), o servidor de email que essa pessoa usa submete sua mensagem a um teste antispam para checar se ela é legítima ou se é uma mensagem comercial não solicitada pelo proprietário da conta de email.

Geralmente, os servidores de email já têm ferramentas antispam instaladas para realizar os testes nas mensagens, e uma das ferramentas mais conhecidas e utilizadas pelos servidores de email é o SpamAssassin.

No teste antispam do SpamAssassin inúmeros aspectos da mensagem são avaliados, incluindo o nome e o email do remetente. Essa avaliação se dá por meio da verificação de algumas regras que o SpamAssassin já tem configuradas e, conforme as “infrações” a essas regras são identificadas, a mensagem vai ganhando pontos de spam.

Quanto mais pontos, mais características de spam ela tem. Em geral, os limites impostos pelos servidores de email vão de 5 a 10 pontos, mas é importante adequar a mensagem para aqueles que trabalham no limite mínimo de 5 pontos, maximizando as possibilidades de entrega nos demais servidores.

Se a mensagem atingir o limite de pontos imposto pelo servidor de email para ser classificada como spam, a mensagem é entregue na caixa de spam do(s) destinatário(s). Se a mensagem ficar abaixo deste limite, ela é entregue na caixa de entrada do(s) destinatário(s). Se a mensagem ultrapassar demais o limite de pontos, o servidor de email pode rejeitá-la e não entregá-la ao(s) destinatário(s).

Portanto, para que sua mensagem seja entregue aos destinatários na caixa de entrada, é preciso desenvolvê-la dentro de boas práticas que evitarão a pontuação como spam. Como os servidores têm regras rígidas para fazer essa verificação, é normal que uma mensagem de email marketing tenha até 3 ou 4 pontos, mas mais do que isso pode prejudicar a entrega da mensagem.

Como interpretar os resultados do Konstati

Os resultados de um teste antispam do Konstati podem retornar 3 resultados diferentes: a) quando a mensagem é aprovada, b) quando a mensagem é aprovada mas ainda pode melhorar a pontuação e c) quando a mensagem é reprovada.

Cada uma destas situações indica a qualidade da sua mensagem de email marketing. Não vamos julgar a arte do template em si, mas as técnicas utilizadas no desenvolvimento do HTML, que é o que será avaliado pelos testes antispam dos servidores de email de destino.

A seguir, veja as classificações que sua mensagem pode receber num teste realizado pelo Konstati:

Abaixo de 5 pontos

Parabéns, sua mensagem passou no teste do SpamAssassin!

Entre 5 e 7 pontos

Tente reduzir a pontuação para aumentar as chances de aprovação!

Mais que 7 pontos

Ops… sua mensagem corre um sério risco de ser entregue como spam aos destinatários.

Grande parte dos servidores de email considera uma mensagem como spam quando ela atinge 7 pontos na somatória das regras infringidas no teste. Alguns servidores, porém, podem trabalhar com um limite menor, de 5 pontos, e é importante que a mensagem receba a menor pontuação possível para que seja aprovada no teste antispam.

Atenção: estas informações não representam, necessariamente, uma classificação do SpamAssassin, mas uma recomendação que você pode seguir para avaliar a qualidade da sua mensagem de email marketing.

Da mesma forma como os servidores de email podem alterar e customizar as regras e pontos da base padrão do SpamAssassin, eles podem definir suas próprias regras para classificar uma mensagem como spam, que podem não corresponder com os valores que sugerimos aqui.

VALIDAÇÃO DO CÓDIGO HTML

Ter um código HTML válido em seu template de email marketing é importante pois algumas ferramentas antispam incluem em seus testes a verificação do código HTML, para checar se ele é válido em relação às recomendações do W3C.

Para testar a validade de seu HTML, utilize o validador do próprio W3C. Mas para que seu documento seja válido, você precisa especificar o doctype na primeira linha do código. Em HTML para email marketing, utiliza-se algumas tags que já caíram em desuso no W3C, como é o caso das font e b. Se você utilizá-las em seu template, certifique-se de usar o doctype do HTML 4.01, que contempla essas tags obsoletas. Se você não utilizá-las, pode usar o doctype XHTML 1.0 Transitional.

O QUE É SPAM?

Spam é toda mensagem de email recebida que não foi solicitada. O termo "spam" teve origem em um sketch do programa Monty Python:




Um spam que você receba pode parecer inofensivo, mas imagine que, além da sua conta de email, outros milhões (e possivelmente bilhões) de contas de email também o recebem.

Na recente pesquisa TIC 2009 realizada pelo CETIC.br, os usuários entrevistados apontaram alguns problemas causados pelo spam, como perda de email ou arquivos importantes, conteúdo impróprio ou ofensivo e gastos com software antispam, conexão, tempo etc.

Estatísticas da McAfee também mostraram que, no segundo semestre de 2009, o Brasil foi responsável por 9,8% das mensagens de spam do mundo, ficando em segundo lugar e perdendo apenas para os Estados Unidos, responsável por 25,5%. Durante todo o semestre analisado, 92% de todas as mensagens de email enviadas no mundo eram spam, e apenas 8% legítimas.

Recentemente, a McAfee divulgou os resultados de sua pesquisa "McAfee Threats Report: Third Quarter 2010" referente ao envio de spam nos últimos 4 meses de 2010.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE EMAIL MARKETING E SPAM?

A linha que separa email marketing e spam é muito tênue. Tanto, que muita gente acha que os dois são a mesma coisa. Mas não são. Teoricamente, email marketing é toda mensagem de cunho comercial enviada a um ou vários destinatários que solicitaram seu recebimento. Se você acompanha algum portal de notícias ou de ecommerce e deseja receber emails periódicos deles com novidades, você se cadastra no site e autoriza o recebimento de emails desses portais. Essa autorização é chamada opt-in.

Essa definição faz com que qualquer outra mensagem enviada a você sem sua prévia autorização possa ser considerada spam. Você pode apontar uma mensagem como spam clicando no botão "Reportar Spam" de seu programa de email. Com essa ação, você notifica seu provedor de emails que o remetente daquela mensagem é um spammer.

Na prática, qualquer mensagem pode ser considerada spam, mesmo aquelas que você autorizou receber. Isso porque, além de você, o próprio servidor de email também pode classificar uma mensagem como spam. Os servidores de email não têm como saber se você autorizou um remetente a lhe enviar email, então ele vai submeter o email recebido a uma série de verificações para checar se a mensagem será ou não considerada spam.

Por isso é muito comum você encontrar aquele email marketing que autorizou receber na caixa de spam. Pra você, a mensagem é legítima, mas para o seu provedor de emails, ela tem várias características que a classificaram como spam.

Como voce pode perceber, a linha que separa spam e email marketing é muito tênue, e só quem pode decidir o que é spam e o que é um email legítimo são você e o seu provedor de emails.

COMO REDUZIR A PONTUAÇÃO DE SPAM DO EMAIL MARKETING?

Você pode otimizar sua mensagem de email marketing para testes antispam antes mesmo de realizar um. Existem algumas práticas que, se adotadas durante o desenvolvimento do email marketing, podem minimizar as chances dos servidores de email a classificarem como spam no momento da entrega:

  • Na criação da arte do email marketing, preveja espaços de texto com formatação em fontes de sistema e com preenchimento em cores sólidas, para que você possa reproduzi-los no HTML sem utilizar imagens.
  • Evite emails compostos apenas por imagens.
  • Equilibre o uso de imagens, códigos e textos no HTML.
  • Não deixe que seu email marketing seja composto apenas por uma imagem (con ou sem link). Fatie a imagem grande em pedaços menores e monte o layout novamente em tabelas no HTML.
  • Evite o uso de expressões como “crédito”, “clique aqui”, “grátis”, “curso”, “especialmente pra você”, “a partir de R$...” e “confira”. Existe uma lista de várias outras expressões que devem ser evitadas, mas essas, geralmente, são as mais utilizadas nos templates.
  • Não insira nenhuma mídia no email marketing, como arquivo de áudio e/ou vídeo. Esses conteúdos são inseridos no HTML com as tas object e embed, que podem ser pontuadas em testes antispam.
  • Não gere o código HTML a partir de programas que não específicos para este fim, como os do pacote Office e o ImageReady. HTML gerado com programas do pacote Office trazem um comentário no cabeçalho do código identificando o programa de origem, e os testes antispam pontuam as mensagens que trazem esse comentário.
  • Em URLs de imagens e links de destino, não utilize expressões como “emailmkt”, “emkt”, “mailmkt” etc. Todas as variações e a própria expressão “email marketing” nas URLs do template são pontuadas pelos testes antispam.
  • Não use links com destino para arquivos *.exe, *.scr, *.prf ou *.dll.
  • Se voce gerou o HTML a partir do FrontPage, remova a meta tag ou qualquer outra referência ao FrontPage que constar no template.
  • No Assunto da mensagem, evite usar a expressão “você”.
  • Procure usar sempre o mesmo endereço de email remetente para enviar suas mensagens de email marketing. Se o destinatário adicionar seu email no catálogo de endereços, as próximas mensagens que você enviar usando esse mesmo email como remetente terão mais chances de chegar na caixa entrada.
  • Personalize a mensagem com dados dos destinatários, como nome. No momento da entrega, cada mensagem apresentará uma pequena diferença no conteúdo, por conta dos nomes diferentes de cada destinatário, reduzindo as chances da mensagem receber pontos de spam.
  • Evite inserir imagens de altura e/ou largura de 1px no template. Muitos spammers adotam essa técnica para identificar quando um de seus emails é aberto, comprovando que aquele email destinatário é legítimo e pode continuar recebendo mais spam.
  • Utilize um email remetente válido, isto é, que exista e que possa receber emails. Evite usar os famosos "noreply@dominio.com.br".

Se você parar para analisar, os servidores de email pontuam como spam certas características do email marketing que não são encontradas em mensagens trocadas entre pessoas, então assume-se que aquela é uma mensagem comercial e, talvez, não solicitada. Por isso, alguns especialistas recomendam até evitar o uso da personalização com o nome do destinatário no Assunto, já que essa não é uma prática comum na troca de emails entre amigos e familiares.

Outras Dicas Úteis para Melhorar a Entrega do Email Marketing

  • Faça higienizações periódicas em sua lista de contatos.
  • Verifique constantemente se seus IPs e domínios constam em alguma blacklist e, se sim, providencie a retirada deles o quanto antes.
  • Configure o SPF e o DKIM de seu domínio.
  • Configure o DNS Reverso.
  • Envie o email marketing a partir de um IP fixo.

Confira estas e outras dicas mais detalhadas no post do Blog da Templateria "16 Técnicas para Otimizar a Entrega do Email Marketing"

Termos de Uso

Os dados preenchidos no formulário de teste não serão armazenados pelo Konstati. Serão armazenados apenas os resultados dos testes (pontuação e regras aplicadas) para fins estatísticos.

Os resultados do teste antispam não são totalmente precisos, uma vez que nem todos os servidores de email usam o SpamAssassin para testes antispam e, aqueles que o utilizam, podem alterar a pontuação de cada regra para o valor que melhor lhe convierem, bem como podem acrescentar novas regras personalizadas, que não são de conhecimento público.

Algumas regras do SpamAssassin não estão disponíveis no Konstati, pois avaliam itens que fogem do escopo desta ferramenta, como a reputação de servidores de envio, SPF e DKIM. Futuramente, o Konstati disponibilizará testes também para esses itens.